Test Drive em 5 dias: Ka 1.0 12v ao nível do mar e sua inevitável comparação com o Fiesta

Ford Ka Traseira
Grande área envidraçada. Bom para apreciar a vista.
Alugar carro é engraçado. Geralmente você escolhe uma categoria e quando vai pegar o carro, a locadora já escolheu o modelo para você. Em uma recente viagem para Alagoas tive uma boa surpresa. "O senhor pode escolher entre Onix, HB20 e Ka". Bom, como proprietário de Fiesta, gostaria de saber como o Ka se comporta e se o espaço interno notadamente maior que o Fiesta seria o responsável pela queda vertiginosa das vendas do hatch compacto "premium". 
Ford Ka dianteira
Frente simpática e agressiva ao mesmo tempo. Parabéns, Ford!
Vamos direto ao ponto principal, o espaço. Sandero que se cuide. É óbvio que por conta do entre-eixos maior, a Renault nem se preocupou em fazer com que os assentos traseiros de seu hatch chegassem mais para trás (não que fosse necessário). E isso nem prejudicaria tanto o porta-malas, maior que de muito carro de categoria e tamanho superiores. No Ka, a Ford colocou o encosto do banco traseiro como em Sedans em que as caixas de roda fica pronunciadas nas laterais. Isso, aliado ao conceito "stadium" de altura do banco traseiro (bancos traseiros mais altos que os dianteiros - quem teve Focus da primeira e da segunda geração sabe do que estou falando), permite que o Ka leve passageiros com muito conforto. Afinal, ao se sentar mais alto, não se precisa esticar tanto as pernas. Giorgio Giugiaro, designer criador do Fiat Uno sabe muito bem disso. Some-se o layout dos bancos à grande área envidraçada e temos um dos melhores ambientes traseiros já criados para um hatch compacto. "Eu atrás de mim" fiquei muito bem, mesmo com quase 1,8m de altura e peso de 3 dígitos. 
Ford Ka Renault Sandero bancos traseiros encosto caixas de roda recuado
No destaque, posição do encosto em relação às caixas de roda e contorno das portas: mais recuados no Ka do que no Sandero. Na foto, Ka Plus europeu hatch. Aqui, "Ka+" é o Sedan. (Fotos: Net Car Show e Best Cars Web Site)
E em relação ao Fiesta? A resposta é muito simples: a Ford já lançou uma geração nova (baseada na atual) maior e mais espaçosa na Europa. Confissão de culpa? Não, reparação de danos mesmo. A Ford já tinha confessado a mancada. Mancada esta que vem em parte da inclinação do vidro dianteiro muito pronunciada, que fez com que o painel fosse ser levado para trás, deslocando os assentos dianteiros e, consequentemente, matando centímetros preciosos para quem vai atrás; mesmo com um pequeno deslocamento do encosto em relação às caixas de rodas. O Ka tem mais "formato de carro" nesse sentido. 
Ford Ka espaço interno banco traseiro maior que fiesta
Muito espaço! Fiesta poderia ser assim. Ford, traga logo a nova geração do Fiesta!

Ford Ka encosto de cabeça traseiro 3 três cinto de segurança pontos centro
Mais segurança e conforto que o irmão maior.
Aliás, justiça seja feita; o porta-malas do Fiesta é excelente. Possui praticamente o mesmo volume de Palio, Onix e 208. Mas seu arranjo, acesso e profundidade, tornam ele sem dúvida o mais prático. No Ka, são cerca de 24 litros a menos. Uma diferença razoável, mas a principal diferença é a distância entre o para-choque e o encosto do banco traseiro. Bom para o espaço, ruim para a bagagem. Como disseram os Rolling Stones em 1969, "You can't always get what you want". E no Ka, o cobertor curto está justamente nesse eixo longitudinal do porta-malas.
Ford Ka porta-malas
Deu o que fazer para colocar esta mala maior aí. No Fiesta, ela entra com folga.
Continuando a inevitável comparação com o Fiesta, um detalhe que chamou a atenção foi o isolamento acústico. Pior do que o Palio e bem pior que do Fiesta. Além disso, os plásticos das portas parecem soltos, com toda a cobertura da porta pulando para frente quando o vidro se movimenta dentro dela. Algo de bom é a pequena área com tecido macio ao toque bem onde ficamos com o braço encostado. No geral, o acabamento é pior que do Fiesta (não que dê pra chamar este de "Premium"). Sim, a percepção de qualidade no Fiesta é maior. Porém, se tem algo que o Ka está muito superior ao Fiesta são os bancos dianteiros com ótimo apoio lateral. Não tão bons como do 208, mas com tecido melhor que do irmão maior. Já os traseiros possuem encosto bipartido e cinto de 3 pontos e apoio de cabeça para os 3 ocupantes. Nada disso meu Fiesta tem. 
Ford Ka bancos
Note as abas laterais pronunciadas no bancos e a alavanca de câmbio próxima do pequeno volante: um convite ao dirigir.
Ao voltante, uma surpresa. Ou não. Afinal já esperava um excelente acerto, como em todos os Ford atuais. A direção é rápida, precisa, assistência perfeita, que diminui à medida que a velocidade aumenta, e um volante dos melhores; bem parecido com o do Fiesta, porém com apoios "9h15" mais pronunciados (um pouquinho exagerados na minha opinião). Mesmo não tendo ajuste de distância nem de altura, qualquer pessoa encontra uma boa posição pra ele, mesmo que o banco do motorista não possua ajuste de altura. Logo, a Ford encontrou um bom compromisso nas medidas. Os freios são bons de modular como no Fiesta, mas o menor peso do Ka faz com que sua atuação seja até melhor, não exigindo adaptação. 
Ford Ka painel de instrumentos sem termômetros de água
Excelente leitura. Mas faltou um termômetro de água aí. Computador de bordo poderia ser de série desde o básico, que já vem até com som.
A suspensão é mais silenciosa e macia que a do Fiesta, se mostrando mais adaptada ao nosso piso. Isso faz com que o Ka não passe tanta segurança em velocidades mais altas. Mesmo assim, é melhor que qualquer carro da categoria que já dirigi e melhor que muito carro mais caro. Falando em velocidades altas, se um dia alguém lhe disser que este 3 cilindros 1,0 litro anda junto de Fire 1,4 litro 8v da FIAT, esta pessoa estará dizendo a verdade. É sério. Pelo menos ao nível do mar e com álcool no tanque, pensei que estava com um carro mais de motor maior. Ele não exige giros altos para andar bem, pisando a meio acelerador conseguimos retomadas de velocidade razoáveis, sem precisar reduzir marcha, e velocidade de cruzeiro próxima de 140 km/h. Parece pouco? Lembre-se que este é um carro "um-ponto-zero". A tal da "vibração" de motores 3 cilindros só é sentida ao se dar partida e muito pouco em marcha lenta. E tem a parte boa dos 3 cilindros, o ronquinho é delicioso. Mas nem só motor faz um carro. E aí que entra a estrela do show: o Câmbio.
Ford Ka detalhes som
Bom ergonomia, acabamento razoável no painel e muitos porta-trecos. Som como do Fiesta básico; entrada auxiliar fica escondida no porto objetos no centro do painel. Ao lado do comando dos faróis, botão de abertura do porta-malas. Abertura do bocal de combustível não aparece na foto; é como de antigos carros japoneses: no chão, ao lado do banco do motorista.
Ford Ka plásticos da porta tecido acolchoado
"Ilha" de tecido acolchoado num mar de plásticos que "pulam" quando os vidros se movem dentro da porta. 
O Câmbio do Ka, sim "Câmbio" com "C" maiúsculo, merece um parágrafo só pra ele. Alavanca no tamanho certo, pomo com ergonomia e acabamento que poderiam estar em um Maserati, caso ainda fizessem carros manuais, distância do volante perfeita para quem dirige sabendo o que está fazendo, engates quase tão curtos e precisos como dos melhores VW. Seu escalonamento está perfeitamente casado com o motor. Ele não "pede sexta marcha" e gira por volta de 3.700 rpm a 120km/h. Regime mais baixo de que alguns FIAT com motor 1.4 Fire. Ou seja, ótimo para um carro 1,0 litro. Este câmbio, com a direção precisa e rápida, os freios obedientes e a suspensão de ótimo compromisso entre conforto e estabilidade devem deixar esse carrinho um mostro em uma estradinha de terra. 

Ford Ka alavanca de câmbio
A cereja do bolo, a alma da festa. Um verdadeiro Santo Graal nos carros compactos.
O Kazinho deixou saudades quando o entreguei de volta na locadora. Não medi consumo, mas o ponteiro da marcação de combustível até que não se mexia tanto, mesmo com álcool. Se eu teria um Ka no lugar do Fiesta? Uhhhnnn... talvez, mas acho que se fosse para ter apenas um carro, ficaria com o Ka+ (sedan) e com motor 1,5 litro, o mesmo do meu Fiesta. Se fosse para ter dois carros, as chances de um deles ser este Ka de 3 cilindros seriam enormes. 
Ford Ka painel
Excelente lugar para se estar no dia-a-dia. E não decepcionou na estrada. Ar-condicionado deu conta do calor de Alagoas em fevereiro. Porta-objetos no centro do painel permite que se encaixe celular na horizontal e se use como GPS: posição perfeita.

Share on Google Plus

Autor: Rodrigo Costa

Do ponto A ao ponto B, pensando na vida, no volante e tudo mais.

0 comentários:

Postar um comentário

Não concorda, nem discorda e muito pelo contrário? Comente aí!